Busca rápidaX

MANCHETES

Preso motorista do carro que atropelou e matou mototaxista durante racha em Santa Maria

28 de fevereiro de 2018
O motorista do carro que atropelou e matou o mototaxista José Luiz Soliman, 57 anos, na madrugada de domingo, na Avenida Medianeira, em Santa Maria, foi preso preventivamente na tarde desta terça-feira pela Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Santa Maria. O motorista do Linea, William Ávila, de 18 anos, se apresentou ao delegado Gabriel Zanella, mas não deu detalhes sobre o caso. Ao contrário, permaneceu em silêncio durante o interrogatório. Logo depois do depoimento, ele foi levado, algemado, para a Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento e, em seguida, à Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm). Apesar de a Polícia Civil não ter confirmado a identidade do motorista, o nome dele constava no auto de prisão.

Conforme o delegado, a prisão preventiva foi decretada em decorrência dos crimes de homicídio consumado e tentado (ambos com dolo eventual, em que a pessoa assume o risco de matar outra por causa de seus atos). Em uma nota oficial divulgada à imprensa, o delegado informou que "as provas evidenciam que ele estaria embriagado, estava disputando racha com outro veículo em altíssima velocidade, não respeitando sequer semáforo no vermelho". O jovem já havia sido identificado pela polícia na tarde de segunda-feira.

A nota diz ainda que o motorista "foi advertido pelos passageiros do carro aos gritos (havia nove pessoas no interior do automóvel) para que diminuísse a velocidade, bem como que havia uma motocicleta parando (ou parada) à frente, mas mesmo assim acelerava ainda mais o automóvel". Logo depois do acidente, William fugiu do local sem prestar socorro pegando uma carona com o outro carro que participava do racha." 

O delegado informou ainda que "a prova testemunhal apontou que ele costumava andar em alta velocidade quando conduzia automóveis".

O advogado Daniel Tonetto, que atua na defesa do suspeito, afirmou que o jovem não tem condições de falar sobre o caso no momento. Além disso, o advogado destacou que o jovem, que é universitário, está bastante abalado e lamenta o ocorrido.

– Ele nunca imaginou que uma coisa dessas pudesse acontecer. Ele é estudante, mora com a família e está muito abalado com tudo isso. 

Tonetto também atua na defesa do outro jovem, que era o motorista do Honda Fit, e que também tem 18 anos. Da mesma forma que Ávila, o jovem prestou depoimento ao delegado Gabriel Zanella nesta tarde e, em seguida, foi liberado.

O CASO
Conforme o registro feito pela Brigada Militar (BM), por volta das 4h40min de domingo, a motocicleta em que as duas vítimas seguiam estava parada no sinal vermelho da Avenida  Medianeira, na esquina com a Rua Duque de Caxias. Dois veículos, um Fiat Linea de cor cinza e um Honda Fit, ambos com placas de Santa Maria, desceram em alta velocidade. 

Testemunhas disseram aos policias que o carro cinza colidiu contra a motocicleta, arremessando o piloto, José Luiz Soliman, contra uma árvore. O carona da motocicleta, identificado como Marcelo da Rosa Godoy, 43 anos, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) em estado grave. Ele segue internado em estado estável. Conforme o Husm, Godoy teve parte do dedo amputado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!