Busca rápidaX

Primeiros gaúchos são vacinados contra a covid-19 no Hospital de Clínicas em Porto Alegre

19 de janeiro de 2021
PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18/01/2021 - Ato simbólico no Hospital de Clínicas marca início da vacinação contra a covid-19 no RS. Fotos: Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini

Demorou, mas chegou. Depois de três adiamentos, problemas com a logística e quase seis horas de atraso, os primeiros gaúchos receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 às 23h45min, ainda nesta segunda-feira (18). O Governo do Estado, apesar dos atrasos, manteve o ato simbólico para dar o pontapé inicial da vacinação dos gaúchos no Hospital de Clínicas em Porto Alegre, referência no combate ao coronavírus, desde o início da pandemia. E foram escolhidos cinco representantes dos grupos prioritários para entrarem pra história como os primeiros a serem imunizados em solo gaúchos. Eloina Gonçalves Born, de 99 anos, moradora do Residencial Geriátrico Donna Care; Jorge Amilton Hoher, 68 anos, médico-chefe do serviço de Medicina Intensiva da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre; Carla Ribeiro, 32 anos, da etnia kaingang e residente da Aldeia Fag Nhin, na Lomba do Pinheiro; Joelma Kazimirski, 48 anos, auxiliar de higienização do Grupo Hospitalar Conceição; e Aline Marques da Silva, 40 anos, técnica de Enfermagem CTI Covid do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, se tornaram símbolos da esperança no Rio Grande do Sul ao iniciarem a vacinação. Lembrando que para completar a proteção ao vírus, entre duas e quatro semanas, o quinteto deve receber a segunda dose do imunizante.

Desde o início da manhã, após reunião do ministro da saúde Eduardo Pazuello com os governadores, incluindo Eduardo Leite, a expectativa foi grande pelo recebimento das primeiras doses da vacina Coronavac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantã de São Paulo. A projeção inicial era de que a vacina chegaria ao Estado a tarde, via terrestre, segundo o Ministério da Saúde. Porém, a logística foi alterada e o caminhão foi trocado por uma aeronave comercial, com previsão de partida de Guarulhos às 18h. O voo atrasou e os imunizantes decolaram pouco depois das 20h. Já passava das 22h quando o avião tocou o solo do aeroporto Salgado Filho trazendo a carga mais esperada para a superação da pandemia. Parte das 341 mil doses da vacina chegaram neste primeiro voo e o restante em um segundo voo também na noite desta segunda-feira.

Pelo perfil do público-alvo, nesta primeira fase a aplicação das doses vai ocorrer diretamente nos hospitais para os profissionais da saúde que atuam nestes locais. Nos postos de saúde, somente os trabalhadores daquela própria unidade serão vacinados. Moradores idosos e trabalhadores de instituições de longa permanência (asilos) serão vacinados no próprio residencial. Indígenas recebem na própria comunidade. Com as doses recebidas nesta segunda-feira, serão imunizados 138.523 profissionais da área da saúde, 9.510 idosos, 380 pessoas com deficiência, e 14.348 indígenas. A partir desta terça-feira, começa a distribuição das doses para as 18 regionais de saúde. A 17ª coordenadoria, com sede em Ijuí, vai receber uma carga com 3.200 doses, que serão encaminhadas para vinte municípios.

O Governador Eduardo Leite destacou que mesmo com o início da vacinação, ainda serão necessários manter as medidas de combate ao coronavírus, como uso de máscara, lavar bem as mãos e evitar aglomerações. Leite fez questão de salientar a importância da ciência e da pesquisa, afirmando que os pesquisadores e cientistas são valorizados no Estado e criticando àqueles que negam a importância destes profissionais neste país. Ao chamar os primeiros gaúchos a serem vacinados, o governador revelou que pelo adiantado da hora, disse que seria opcional aos cinco escolhidos serem ou não vacinados no ato simbólico e contou que dona Eloina de 99 anos fez questão de estar presente na aplicação das primeiras doses.

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, participou do ato simbólico no Hospital de Clínicas e celebrou a importância dos trabalhadores da área da saúde, a chegada de dias melhores com a vacina e enaltecendo a ciência, embora esteja disponibilizando na rede municipal de saúde, medicamentos sem comprovação científica no tratamento à covid-19. Ainda não há previsão de quando mais doses da vacina chegarão ao Estado. Na próxima fase, o Governador Eduardo Leite reiterou que pretende incluir nos grupos prioritários os professores para que seja segura a retomada de aulas presenciais no Estado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí/Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
error: Conteúdo protegido!