Busca rápidaX

MANCHETES

Produtores de leite no RS estão mais especializados

9 de dezembro de 2019

A redução de produtores de leite no Rio Grande do Sul, conforme levantamento feito pela Emater, já era esperado, segundo o gerente técnico adjunto da empresa, Jaime Ries. Durante entrevista hoje pela manhã na RPI, ele frisou que essa realidade é verificada desde 2015, quando iniciou o estudo.

Segundo Jaime Ries, há três principais dificuldades apontadas pela maioria dos agricultores. Disse que 45,21% dos produtores apontaram a falta ou deficiência de mão de obra; 44,89% se mostraram descontentes em relação ao preço recebido pelo leite e 40,72% reclamaram da falta de sucessão familiar.

Do ano de 2015 para cá, ocorreu redução de aproximadamente 33 mil produtores de leite no Rio Grande do Sul, além da diminuição de 20% de vacas leiteiras e queda de 6% na produção geral do Estado. Porém, quem ficou na atividade leiteira se especializou, pois a a média de litros de leite por vaca ao dia passou de 12,59 em 2017, para 13,90 litros.

Já a variação na produtividade leiteira por propriedade, também ao dia, saltou de 172,9 litros em 2017 para 213 litros neste ano. O representante da Emater enfatizou que os agricultores que seguem na área do leite se especializaram, com aplicação de mais tecnologia e aquisição de mais bovinos leiteiros. Um dos dados do levantamento demonstra que atualmente existe média de 18,34 vacas leiteiras por produtor do território gaúcho, contra 13,92 de 2015.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!