Busca rápidaX

MANCHETES

Programas de prevenção podem reduzir o número de usuários de drogas no RS

27 de junho de 2017
Avaliar as políticas públicas sobre drogas, conhecer as realidades regionais e debater propostas e alternativas para efetivar ações no Rio Grande do Sul foram os objetivos da Conferência Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas, que aconteceu até as 18h desta terça-feira (27), no Salão de Atos da PUCRS, em Porto Alegre.

Durante a abertura, a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, falou sobre a importância da prevenção. “Crianças e adolescentes bem cuidados e orientados têm menos chances de ir por esse caminho (das drogas). Isto também vale para os jovens, se dermos oportunidades a eles”, disse.

Maria Helena destacou os programas estaduais que funcionam como uma grande rede de prevenção, assistência e capacitação: do nascimento da criança (com os programas Primeira Infância Melhor, o PIM, e Criança Feliz), passando pela idade escolar (com as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar, as Cipaves), até a juventude (com o Programa de Oportunidades e Direitos e os Centros de Juventude). O PIM está em 243 municípios. As Cipaves, em 2.325 escolas públicas. E seis Centros de Juventude já começando as atividades em Porto Alegre, Alvorada e Viamão.

Quando se fala de drogas, a preocupação com os adolescentes e os jovens não é em vão. Estudos mostram que, de cada seis adolescentes que experimentam algum tipo de droga, pelo menos um vira dependente químico. Além disso, dados do Mapa da Violência no Brasil apontam que a população entre 15 e 29 anos é a que mais morre por arma de fogo. No país, a taxa é de 51,3%. No RS, 41,9%. O uso e o tráfico de drogas estão por trás de grande parte dessas mortes. “A gente tem que trabalhar forte na prevenção para mudar esses números. Por isso, é importante que os municípios tenham os seus conselhos sobre drogas, para atuarmos em conjunto”, disse a secretária.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!