Busca rápidaX

MANCHETES

Projeção aponta perda de até 40% no milho na região de Ijuí e problemas de germinação da soja

6 de dezembro de 2021

Instituição oficial de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) no RS, a Emater/RS-Ascar celebrou nesta segunda-feira (06/12), em Ijuí, o Dia Nacional da Extenção e do Extensionista Rural. A data foi festejada durante um Café da Tarde para a Imprensa e autoridades. Durante o encontro, na sede do escritório regional da Emater/RS-Ascar, foi apresentado oficialmente o novo gerente regional da Instituição, Fábio Pasqualoto, e a Projeção da Safra de Verão.

Destaque no Estado, a região de Ijuí concentra 17,3% da produção estadual de grãos (milho grão, soja e trigo). “É muito cedo para fazermos projeções, mas há evidências de perda de potencial produtivo nas lavouras de milho”, ponderou o extensionista rural da Emater/RS-Ascar Gilberto Bortolini. A expectativa inicial era de aproximadamente 760 mil toneladas (média de 154 sacas/ha) para milho grão. Análises preliminares indicam perda de cerca de 40% desse potencial produtivo. Em relação ao milho silagem é difícil concluir com precisão neste momento, no entanto as análises indicam perda aproximada de 30% no volume de massa verde.

No caso da soja, a projeção inicial era 3.461.656 toneladas (média de 59,8 sacas/ha). No atual momento, algumas lavouras apresentam falhas na germinação, todavia ainda há muita soja para germinar do solo. A última chuva na região aconteceu no dia 25 de novembro, com médias entre 8mm e 32mm, volume considerado pequeno para satisfazer a necessidade de água do milho e da soja.

Dia Nacional do Extensionista Rural

A primeira Emater do Brasil foi criada em 1948, em Minas Gerais. A segunda instituição de Extensão Rural foi criada no Rio Grande do Sul, em 2 de junho de 1955, a Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural (Ascar), que 22 anos depois, em março de 1977, passou a atuar juntamente com a Emater (Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural), igualmente uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, se tornando a Emater/RS-Ascar, a Instituição oficial de Extensão Rural do RS, sendo referência no Brasil na prestação de serviços de Aters. Atualmente, a Emater/RS-Ascar está presente em todos os 497 municípios gaúchos.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso
error: Conteúdo protegido!