Busca rápidaX

Propriedades leiteiras com bom potencial e com jovens terão prioridade de apoio em Augusto Pestana

14 de março de 2018

Com 333 propriedades produtoras de leite, o município de Augusto Pestana produz, diariamente, em torno de 159 mil litros do alimento, o que se configura numa das maiores quantidades do Estado. Porém, a queda no preço pago ao agricultor tem causado prejuízos para o próprio produtor e ao comércio. Estudo apresentado pela prefeitura pestanense aponta que nos últimos seis meses, a cada mês, deixou de circular 1 milhão e 700 mil reais no município. Isso pode significar em torno de 20 milhões de reais por ano.

O secretário municipal de Planejamento, Éverton Schneider, confirmou que a prefeitura e o escritório da Emater de Augusto Pestana vão prestar assistência técnica e acompanhamento de propriedades leiteiras. O objetivo é ajudar na retomada de crescimento desses produtores. Porém, Éverton Schneider frisa que num primeiro momento o projeto atenderá 30 propriedades. Após, a ideia é expandir a inciativa para demais agricultores.

Primeiramente acontece levantamento das demandas, cujos dados devem estar prontos até o final de maio. O objetivo é concluir o trabalho nessas primeiras propriedades até 30 de novembro deste ano. A seleção das primeiras propriedades leiteiras para assessoria levará em conta o potencial produtivo e a presença de jovens. Haverá, por exemplo, auxílio no manejo da propriedade, correção do solo, rotação de cultura e calçamento, além de encascalhamento nas proximidades dos estábulos.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!