Busca rápidaX

Publicado edital para concurso de delegado da Polícia Civil do RS

22 de fevereiro de 2018

Na manhã desta quinta-feira, 22, foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul o edital de abertura do concurso público para delegado de Polícia Civil no Rio Grande do Sul. No total são 100 vagas. O certame será realizado em duas etapas. A primeira consiste nas provas de capacitação intelectual (com prova escrita objetiva, prova escrita discursiva, prova oral e prova de títulos), capacitação física, sindicância da vida pregressa e atual, exames de saúde e avaliação da aptidão psicológica. Esta etapa destina-se à admissão para matrícula no Curso de Formação Profissional, concernente à segunda etapa do certame, que ministrado pela Academia de Polícia Civil (Acadepol).

A Fundatec vai executar a prova escrita/objetiva, também prova escrita/discursiva e a avaliação da aptidão psicológica. As demais fases ficam a cargo da Acadepol, através da Divisão de Recrutamento e Seleção (DRS/Acadepol). As inscrições iniciam no próximo dia 26 e seguem até 27/03/2018. A aplicação da prova de capacitação intelectual será realizada no dia 20/05/2018. O edital prevê reserva de vagas para pessoas com deficiências e para pessoas negras ou pardas. A deficiência deve ser compatível com a atividade policial, o que será avaliado por uma comissão especial.

Ocorrerão algumas inovações no certame em comparação aos concursos anteriores, que visam acompanhar os demais concursos para as carreiras policiais, além de buscar um perfil vocacionado, técnico e especializado. Foram acrescentadas provas de medicina legal e criminologia. Nos exames de saúde foi incluído o exame toxicológico. Outra novidade acontece na etapa dos exames físicos no que tange ao teste do dinamômetro, que foi substituído pelo exame de barra fixa, conforme a doutrina de concursos de várias academias de polícia civis do país. Por fim, para preencher os requisitos de investidura, o candidato deverá ter no mínimo de três anos atividade jurídica ou policial.

Os requisitos que os candidatos devem preencher para os cargos são:
 

a) ser brasileiro ou gozar das prerrogativas contidas no art. 12 da Constituição Federal, cujo processo de naturalização tenha sido encerrado dentro do prazo das inscrições;

b) contar com, no mínimo, 18 anos de idade até a data da matrícula no Curso de Formação Profissional;

c) possuir Cédula de Identidade Civil que contenha o número de registro geral (RG), utilizado para cadastramento de pessoas físicas pelo Órgão Estadual da Segurança Pública;

d) estar em dia com as obrigações militares e eleitorais;

e) ter concluído o Curso de Direito, reconhecido pelo Ministério da Educação, até a data da matrícula no Curso de Formação Profissional;

f) haver exercido atividade jurídica ou policial, pelo período mínimo de 3 (três) anos, até a data da matrícula no Curso de Formação Profissional;

g) possuir Carteira Nacional de Habilitação para conduzir veículos automotores, no mínimo da categoria “B”, até a data da matrícula no Curso de Formação Profissional;

h) possuir CPF válido e situação regularizada perante a Secretaria da Receita Federal;

i) possuir saúde física e psiquiátrica e aptidão psicológica adequadas ao exercício das atividades inerentes à carreira policial e, especialmente, ao cargo;

j) possuir conduta moral, ética, social e profissional compatível com a função policial;

k) não ser usuário ou dependente de drogas ilícitas.

O salário inicial está no valor de R$ 20.353,06 (vinte mil, trezentos e cinquenta e três reais com seis centavos).

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!