Busca rápidaX

Quarta-feira marcada por manifestações em todo o país

15 de março de 2017
Dezenas de milhares de manifestantes saíram às ruas contra as reformas promovidas pelo governo de Michel Temer, em uma mobilização que contou, em São Paulo, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em São Paulo, o protesto ocupava várias quadras da Avenida Paulista aos gritos de "Fora Temer" e "Não à reforma da previdência", principal motivo das greves e manifestações convocadas em dezenas de cidades.

Lula, ícone da esquerda e que enfrenta processos por corrupção, participou do ato convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), pelo Movimento Sem Terra (MST), por sindicatos de professores e outros setores.

No Rio de Janeiro, o protesto acabou em tumulto quando alguns manifestantes enfrentaram a polícia, que jogou bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral.

Em Brasília, 500 militantes do MST ocuparam, de madrugada, a sede do Ministério da Fazenda. A polícia informou que os manifestantes "invadiram" o local perto das 05H00 quebrando as janelas. A retirada pacífica ocorreu 10 horas depois, afirmaram as autoridades.

Os protestos se estenderam por mais de 20 capitais de todo o país, de acordo com o G1. Em Belo Horizonte, os organizadores reportaram mais de 100.000 pessoas, 30.000 em Fortaleza, mais de 10.000 em Salvador e em Goiânia.

E a cidade de Ijuí também teve uma forte manifestação que percorreu as ruas centrais da cidade. Mais detalhes você confere clicando aqui.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!