Busca rápidaX

Região de Ijuí é confirmada em bandeira vermelha da Covid e área de Palmeira das Missões em classificação preta

22 de fevereiro de 2021

O governo gaúcho indeferiu todos os recursos apresentados por regiões para tentar reverter as bandeiras Covid indicadas para o Estado para esta semana. Com isso, das 21 regiões Covid, 11 foram oficializadas em bandeira preta, de risco altíssimo para a pandemia, e as outras 10 em vermelho, de alto risco, ou seja, como tinha sido pré definido na sexta-feira passada, durante divulgação da classificação prévia.

As regiões de Ijuí, Cruz Alta, Santo Ângelo e Santa Rosa ficam em bandeira vermelha. Porém, possuem o sistema de cogestão, que permite estabelecer regras para funcionamento do comércio e circulação de pessoas até o nível de bandeira inferior ao estipulado pelo Estado; com isso, ter regras semelhantes à bandeira laranja, de risco médio. Já a região de Palmeira das Missões foi confirmada em bandeira preta.

Alterações

A partir desta terça-feira haverá ampliação da restrição das atividades não essenciais em todo o Rio Grande do Sul, que ficam proibidas de funcionar das 20 horas às 5 horas da madrugada seguinte, pelo menos até a próxima terça-feira. Isso vale para todo o território gaúcho, independente da bandeira de cada região no sistema de distanciamento controlado. A decisão foi tomada hoje à tarde pelo governo estadual, devido ao agravamento da pandemia da Covid no Estado. Até esta segunda-feira, a restrição inicia às 22 horas. 

Além da proibição de abertura de qualquer estabelecimento para atendimento ao público, por exemplo, casas noturnas, também ficam vedadas festas, reuniões ou eventos. Porém, estão autorizadas a funcionar, no mencionado horário, as farmácias, hospitais e clínicas médicas, serviços funerários, assistência social, hotéis e similares, postos de combustíveis e estabelecimentos dedicados à alimentação e hospedagem de transportadores de cargas e de passageiros, além de atividades industriais noturnas. Também hoje, o governo gaúcho optou por manter o sistema de cogestão. Porém, das 22 às 5 horas vale a determinação do Estado de restrição total de atividades não essenciais.

Outra medida anunciada pelo governador, Eduardo Leite, é a necessidade das associações regionais e prefeituras atualizarem os planos de cogestão, com inclusão do detalhamento de como se dará a fiscalização nos municípios. As forças da segurança pública estão em esforço concentrado nas ruas para evitar aglomerações.  Além disso, o governo gaúcho manteve as aulas presenciais, em regiões de bandeira preta, para a Educação Infantil e os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Para os demais níveis de ensino, as atividades presenciais seguem proibidas em regiões com bandeira preta. As atividades de ensino presencial não podem ser definidas pelo sistema de cogestão regional.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!