Busca rápidaX

Regiões de Cruz Alta e Palmeira das Missões devem reforçar restrições contra a Covid

14 de junho de 2021

As regiões Covid de Cruz Alta, Erechim, Cachoeira do Sul e Palmeira das Missões precisam reforçar restrições para conter o avanço da doença. O assunto foi encaminhado hoje durante reunião com o governo estadual. Cada uma das regiões assumiu o compromisso de atualizar os planos de ação e agilizar a vacinação, além de aumentar a testagem. Segundo o Estado, as medidas adotadas não estão sendo eficazes na diminuição do contágio pelo coronavírus.

A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, alerta que dificilmente vai ter leitos suficientes se não parar a circulação do vírus e reforçou que o Estado poderá ampliar o número de leitos. A mensagem do Gabinete de Crise a essas regiões é a mesma já emitida na sexta-feira, 11: as medidas adotadas nos planos de Ação das regiões não estão sendo eficazes na diminuição do contágio pelo coronavírus. Nas sete regiões que foram alvo de reuniões, está sendo observado um agravamento da situação da Covid-19. Por isso, o governo do Estado decidiu fazer reuniões específicas, com acompanhamento do Ministério Público do Rio Grande do Sul. O procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles, estará presente em todos os encontros – realizados de forma híbrida.

“A gestão do Sistema 3As de Monitoramento é compartilhada. Estamos juntos para dar apoio técnico, para ajudar. Estamos prontos para dar o suporte necessário, inclusive na ampliação de leitos, caso haja capacidade de expansão nas regiões, mas será difícil termos leitos suficientes se não pararmos a circulação do vírus. Os planos precisam ser executados em conjunto pelos municípios, é uma decisão coletiva da região”, explicou Arita Bergmann.

Na região de Palmeira das Missões, a incidência de novos casos e óbitos Covid a cada 100 mil habitantes são maiores que a do Estado. Além disso, a taxa de ocupação de leitos de UTI na região está em 112%. Já na região de Cruz Alta, na última semana foram 405 novos casos e taxa de mortalidade de 13,8 para cada 100 mil habitantes. A ocupação de leitos de UTI ultrapassa 88%. As regiões de Ijuí e Santa Rosa também foram alertadas pelo Estado para melhorar o sistema de gerenciamento da pandemia Covid, visto crescimento dos dados.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Governo do Estado
error: Conteúdo protegido!