Busca rápidaX

MANCHETES

Regiões de Cruz Alta e Santo Ângelo estarão em bandeira vermelha da Covid nesta semana

21 de setembro de 2020

As regiões de Cruz Alta e Santo Ângelo vão estar na bandeira vermelha do sistema de distanciamento controlado do governo estadual nesta próxima rodada do processo, que vai desta terça-feira, 22, até a próxima segunda-feira. Isso porque, o Estado não aceitou os recursos das duas regiões, que pretendiam classificação laranja.

A bandeira vermelha significa alto risco para a Covid-19. Também estarão na cor vermelha as regiões de Novo Hamburgo e Porto Alegre. As demais 17 regiões gaúchas ficam na bandeira laranja, de risco médio para o novo coronavírus, inclusive as regiões de Ijuí, Santa Rosa e Palmeira das Missões. O anúncio aconteceu no final da tarde de hoje.

A região de Santo Ângelo foi confirmada em vermelho, por exemplo, devido ao aumento de 23% do número de hospitalizações por Covid-19 nos últimos dias. Entre os indicadores mais graves também a relação de leitos de UTI livres para o número pacientes de Covid-19 que precisam de tratamento intensivo. Além disso, a região das Missões constatou cinco óbitos pela doença nos últimos sete dias.

Já a região de Cruz Alta apresentou 116 casos ativos pela doença na última semana, período em que foram registrados seis óbitos por Covid-19. No caso de hospitalizações registradas pelo novo coronavírus em sete dias, a região teve aumento de 83% entre as duas últimas semanas.

Mesmo em bandeira vermelha, as regiões de Santo Ângelo e Cruz Alta possuem os comitês de cogestão, que podem avaliar regras mais brandas, por exemplo, de classificação laranja, dependendo da analise local e regional da evolução da pandemia.

Além disso, municípios em bandeira vermelha, que nos últimos 14 dias não tiveram internações e nem óbitos por Covid-19, automaticamente podem seguir com regras de classificação laranja. No geral, a bandeira vermelha restringe mais as ações em municípios, o que não ocorre tanto na classificação laranja, por exemplo, funcionamento do comércio.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso
error: Conteúdo protegido!