Busca rápidaX

MANCHETES

Reunião em Ijuí debate implantação do Projeto Propriedade Segura

28 de outubro de 2021
Foto: Emater/RS-Ascar

Representantes de diversas entidades se reuniram ontem (27) em Ijuí para debater a implementação no município do Projeto Propriedade Segura. A reunião, na Câmara Municipal de Vereadores, aconteceu cinco dias após o prefeito Andrei Cossetin pedir a seus secretários para que dessem atenção especial ao projeto, que tem o objetivo de reduzir o tempo resposta da Brigada Militar a chamados policiais feitos por agricultores. Na região Noroeste, o Projeto Propriedade Segura já está em funcionamento nos municípios de Colorado, Ibirubá, Cruz Alta e Selbach.

“É extremamente importante para nós, da segurança pública, este projeto. O agricultor vai receber um trabalho mais ágil da Brigada Militar quando ele estiver numa situação de perigo”, disse o subcomandante do 29º Batalhão de Polícia Militar (29º BPM) capitão Gilmar Bischoff. “Ficamos na torcida e colocamos a Instituição à disposição”, concluiu Bischoff.

O representante da Ceriluz no encontro, Romeu de Jesus, também colocou a entidade à disposição do Projeto, contudo, destacou a relação transparente que a Ceriluz mantém com os agricultores. Ele sugeriu que sejam feitas reuniões nas comunidades rurais para que os agricultores conheçam os detalhes do Projeto, cabendo às famílias rurais a decisão de participarem.

O vereador Rodrigo Noronha, que viabilizou o encontro no legislativo municipal, destacou que o Projeto também deverá ser útil nos casos de socorro médico. “O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também tem várias dificuldades quando precisa fazer um atendimento no interior. É um projeto que logo vai sair do papel”, disse Noronha.

O PROJETO PROPRIEDADE SEGURA

Segundo a Emater/RS-Ascar, uma das entidades responsáveis pelo funcionamento do projeto, o Propriedade Segura faz o georreferenciamento de todas as propriedades rurais do município. De posse desses dados e guiados por um aparelho com GPS, os policiais chegam rapidamente à propriedade rural de onde partiu o chamado sem o risco de errarem o caminho.

Convidados a participarem da reunião em Ijuí, os extensionistas rurais da Emater/RS-Ascar de Colorado, Fabiano Gregório, e de Ibirubá, Oneide Kumm, falaram das etapas do Projeto Propriedade Segura implementadas nos municípios deles. “Mostramos as possibilidades para desenvolver algo que contemple os produtores rurais”, disse Gregório.

“A partir de agora vamos mobilizar as questões legais e todas as regras de legislação vigentes”, disse o secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Daniel Claudy da Silveira. “Isso é um passo inicial para que futuramente possamos ter outras iniciativas que qualifiquem as políticas assertivas do poder público municipal e das outras entidades”, concluiu Silveira.

Também participaram do encontro o gerente da Emater/RS-Ascar da região de Ijuí, Carlos Turra; extensionistas rurais da Emater/RS-Ascar Douglas Iske e Edevin Bernisch; coordenador regional da Secretaria de Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) Uiliam Cargnelutti; presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Carlo Karlinski; representante do Corpo de Bombeiros, Paulo de Almeida; representante do Samu, Carla Mello; e representante da Ceriluz, Vilson Wagner.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí / Emater/RS-Ascar
error: Conteúdo protegido!