Busca rápidaX

RS começa novo estudo sobre sanidade suína em outubro

18 de setembro de 2016
Técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do RS começam no dia 4 de outubro um levantamento sobre sanidade suína em criatórios que não têm finalidade comercial. Serão coletadas 1,3 mil amostras em 320 propriedades localizadas em 211 municípios gaúchos. O objetivo do inquérito soroepidemiológico é confirmar a ausência de circulação do vírus da Peste Suína Clássica, medida necessária a cada dois anos para áreas livres da doença. O presidente do Fundesa, Rogério Kerber, explica que "o Rio Grande do Sul obteve o certificado de área livre em 2014, por isso já está na hora de refazer o levantamento".

A coordenadora do Programa Nacional de Sanidade Suína no Rio Grande do Sul, Juliane Webster, explica que mesmo que as propriedades não comercializem o suíno, é fundamental que também sejam analisadas e contem com procedimentos de sanidade para impedir a entrada de doenças. "Se ocorrer um foco de doença em qualquer propriedade, por menor que seja, já acontece uma restrição de mercados", explica.

O procedimento de coleta vai durar 10 dias. Depois disso, o material será enviado para o Lanagro de Minas Gerais. O Fundesa aportou R$ 75 mil na capacitação dos técnicos para a realização do inquérito e também na aquisição de materiais para a execução da atividade.
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os comentários estão desativados.

Peugeot Champs Elysées
Estude Medicina na Argentina

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!