Busca rápidaX

Santa Catarina contabiliza prejuízos após temporal

24 de janeiro de 2018
Amanhã desta quarta-feira (24) começou com limpeza, reconstrução dos estragos e contabilização dos prejuízos causados pela forte chuva que atingiu Florianópolis e cidades do Norte catarinense e do Vale do Itajaí. O temporal com fortes rajadas de vento e queda de granizo foi registrado entre a tarde e a noite de terça-feira (23). Dezenas de casas e estabelecimentos ficaram danificadas e destelhadas. Não há registro de feridos.

Na capital, houve ocorrências de quedas de árvores, pontos de alagamento e falta de energia. Segundo a Epagri/Ciram, as rajadas de vento chegaram registradas pelas estações foram de até 55 km/h. Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) pelo menos dez árvores tombaram no campus da Trindade. Ainda na Grande Florianópolis, ocorreu queda de granizo e destelhamentos.

Também foram registrados prejuízos em São Francisco do Sul, Joinville, Brusque, Camboriú e Blumenau. Em Balneário Camboriú, por exemplo, 30 casas foram danificadas, as instalações da Câmara de Vereadores sofreu danos e o teto de um posto de saúde desabou.

Grande Florianópolis
Na UFSC, um corredor de árvores altas que ligava a biblioteca e a reitoria foi derrubado com a ventania. Segundo a reitoria, o local estava passando por obras para readequação para a construção de um corredor para cadeirantes. Por conta disso, o piso foi retirado e as raízes acabaram ficando expostas, que podem ter colaborado com o tombamento.

A reitoria informou que a Prefeitura Universitária adotará medidas para tentar amenizar os prejuízos. “Remover, replantar e reorganizar o fantástico caminho integrado ao projeto rota segura”, informou o chefe de gabinete, Áureo de Moraes.

A área foi isolada e por volta das 6h desta quarta, funcionários de uma empresa que presta serviços à universidade está no local para fazer a remoção dos galhos e troncos.

Em Palhoça, uma das cidades mais afetadas pelo temporal na Grande Florianópolis, moradores chegaram a fazer vídeos e fotos para mostrar a queda de granizo e alagamentos em bairros da cidade.

Segundo a Defesa Civil municipal, o temporal em São Francisco do Sul, no Norte catarinense, deixou um rastro de estragos principalmente no Centro. Muitas telhas ficaram espalhadas pela Rua Barão de Rio Branco. Ao menos 20 veículos que estavam estacionados na via foram atingidos. A BR-280 chegou a ficar interditada por cerca de 30 minutos na noite de terça por causa de queda de árvores, assim como uma residência que ficou danificada.

Na manhã desta quarta-feira (24), cerca de cinco mil consumidores ficaram sem energia elétrica por determinado período e 60 edificações tiveram destelhamentos. “Pedimos para que os atingidos procurem a Defesa Civil pelo 199 que as equipes farão hoje a visita e ver como podemos apoiar o cidadão afetado”, explica Geovan Leandro Baumgratz, coordenador da Defesa Civil.

Em Joinville, segundo a Defesa Civil, algumas residências foram destelhadas no bairro João Costa. Não há desabrigados ou desalojados.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!