Busca rápidaX

MANCHETES

Santo Ângelo aguarda mais dois profissionais pelo “Mais médicos” para o Brasil

14 de maio de 2020
Foto: Fernando Gomes / Arquivo

Santo Ângelo é um dos municípios gaúchos que tem em seus quadros mais profissionais atuando pelo Programa Mais Médicos para o Brasil, que substituiu o “Mais Médicos”. São 15 médicos do programa e todos os profissionais desempenham suas atividades nas unidades básicas de saúde e nas estratégias de saúde da família em 13 bairros. Além destes profissionais, há o cadastro de mais dois médicos direcionados ao município e que estão sendo aguardados para os próximos dias.

Em março deste ano, o Ministério da Saúde publicou o edital para a reinclusão de 1,8 mil profissionais estrangeiros no país. Com a pandemia do novo Coronavírus e a necessidade de mais profissionais atuando na rede pública municipal, a Secretaria de Saúde buscou a habilitação de mais duas destas vagas para Santo Ângelo.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Luis Carlos Cavalheiro, o chamamento já era previsto desde a aprovação do “Mais Médicos para o Brasil”, programa que substitui progressivamente o Mais Médicos.
Cavalheiro afirmou que os médicos que trabalham em Santo Ângelo estão exercendo as suas atividades no país atuam nas unidades básicas de saúde e nas estratégias de saúde dos bairros Aliança, Centro Sul, União, Rogowski, Dido, Nova, Braga, Sepé, Subuski, Garibaldi Carrera Machado (Indubras), além do Centro Social Urbano,no Posto de Saúde Dr. Ernesto Nascimento Sobrinho (Posto da 22 de Março) e no Distrito Buriti. “Hoje o programa é responsável pelo provimento de aproximadamente 15 mil profissionais médicos distribuídos em todo o território brasileiro. Santo Ângelo sempre buscou os benefícios do programa e é um dos municípios gaúchos com maior número de médicos atuando na rede pública do município”, disse.
O secretário lembrou que os médicos do programa do Governo Federal designados para atuar em Santo Ângelo foram recepcionados em 25 de fevereiro de 2019.

ATENÇÃO BÁSICA
Segundo a coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde, Carine Amabile Guimarães, com a aprovação da lei do Médicos pelo Brasil, não são somente os médicos estrangeiros que estão sendo encaminhados aos municípios. “Na primeira etapa do Programa Mais Médicos, eram direcionados à rede pública municipal somente médicos estrangeiros como, por exemplo, cubanos, venezuelanos e argentinos. Agora, podem se enquadrar no programa, médicos brasileiros formados em universidades estrangeiras com o Revalida e médicos graduados no país, além de profissionais estrangeiros”, explicou.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Prefeitura de Santo Ângelo
error: Conteúdo protegido!