Busca rápidaX

MANCHETES

Santo Angelo firma parceria com a iniciativa privada para cursos de artesanato

12 de novembro de 2017
Em tempos de recursos escassos nos cofres públicos, o caminho é buscar na criatividade e na inovação, parcerias para contemplar a população em ações que possam gerar renda extra às famílias e agregar conhecimento e qualificação para uma atividade profissional rentável. Na semana que passou, a primeira-dama de Santo Angelo, Juliana Barbosa, e o empresário santo-angelense, Carlos Alberto Martini, oficializaram uma parceria entre o Governo Municipal e a empresa Estilo & Arte para oferecer cursos e oficinas de qualificação nas diferentes áreas do artesanato, sem custos para os interessados. 

Os primeiros cursos de biscuit e ornamentação natalina serão realizados dias 13 e 14 deste mês, em três turnos, no Centro Municipal de Cultura. No entanto, as vagas ofertadas serão destinadas às presidentes de clubes de mães de Santo Ângelo, aos artesões ligados aos programas sociais do Governo Federal e cadastrados nas secretarias municipais da Assistência Social, Trabalho e Cidadania (SMASTC) e da Cultura.

A parceria entre as partes foi firmada na presença do prefeito Jacques Barbosa, da secretária de Cultura Neusa Cavalheiro, da presidente da Associação dos Clubes de Mães de Santo Ângelo (Aclumasa) Amélia Vitor Lerino, da secretária adjunta da SMASTC, Valdeci Braga e da servidora da pasta Mônica Kusiak, e da assessora de gabinete Tassiana Ribeiro. 

CALENDÁRIO 2018

A reunião abriu às discussões para a elaboração de um calendário de cursos para o próximo ano, ofertando vagas e inscrições para a comunidade em geral. Martini explica que a intenção é promover os cursos em períodos que antecedem as datas especiais comemorativas, garantindo que os contemplados tenham tempo hábil para aperfeiçoar, produzir com qualidade e comercializar seu artesanato. 

O acordo entre município e empresa vai oferecer qualificação em diferentes linhas, com profissionais renomados e especializados nos diversos ramos das artes manuais. “A empresa está cumprindo sua função social, criando um ambiente favorável para quem está desempregado e/ou sem renda, oferecendo uma oportunidade de ganhos extras. Precisamos motivar a comunidade a participar destas oficinas”, finalizou o empresário Carlos Alberto Martini.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!