Busca rápidaX

MANCHETES

Santo Ângelo registra 67 casos monitorados de Covid-19

25 de março de 2020
Foto: Fernando Gomes

A Secretaria Municipal de Saúde informou no final da manhã desta quarta-feira (25), que são 67 casos monitorados como suspeitos de Coronavírus (COVID-19) em Santo Ângelo, onde se incluem pessoas que apresentaram quadros gripais e seguem em monitoramento pela Comissão de Vigilância Epidemiológica de Prevenção e Combate ao COVID-19, conforme exige a determinação do Ministério da Saúde.

Destes 67 monitorados, em oito casos foram realizadas as coletas e aguardam o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (LACEN/RS). Além disso, quatro foram descartados do período de monitoramento. Apesar das suspeitas, até o momento não há confirmações de contaminados pelo novo Coronavírus na cidade. 

Os oito pacientes que realizaram as coletas e aguardam o resultado se enquadraram na atual definição de caso suspeito para nCoV-2019 (o novo Coronavírus), estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ou seja, apresentaram febre e, pelo menos um sinal ou sintoma respiratório, e/ou viajou para área de transmissão local nos últimos 14 dias.

Monitoramento

A Comissão de Vigilância Epidemiológica de Prevenção e Combate ao COVID-19 de Santo Ângelo informa que os 67 casos apresentados são de pessoas que apresentaram quadros gripais (tosse, cansaço, dor de cabeça, coriza,  congestão, dores no corpo, etc.) e todos estão sendo monitorados em casa pelo período de 14 dias, juntamente com todos os familiares suas residências.

Conforme o secretário municipal de Saúde, o médico Luis Carlos Cavalheiro, e o titular da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Iuri Zaboltosky, os 67 casos suspeitos apresentam síndrome gripal e estas pessoas permanecerão em suas residências sendo monitoradas pelo período de 14 dias, juntamente com os seus familiares. É importante frisar que as pessoas permaneçam em suas residências, saindo somente para as necessidades básicas, e continuem se prevenindo com todos os cuidados de higienização, pois se trata de uma doença altamente contagiosa e que ainda não possui vacina para a cura, alertou Cavalheiro.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Assessoria Santo Ângelo
error: Conteúdo protegido!