Busca rápidaX

MANCHETES

Sargento de Ijuí e esposa de homicida são assassinados a tiros

30 de setembro de 2021

O delegado de polícia Afonso Stangherlin falou sobre o duplo homicídio e a tentativa de homicídio ocorrida na tarde desta quarta-feira (29), em Santo Antônio das Missões.

De acordo com Stangherlin, há cerca de um mês, Alzira Ortiz fizera um registro de violência doméstica (Lei Maria da Penha) em que sofrera agressões por parte do então esposo Jorge dos Santos Paraíba. À época, Alzira solicitou medidas protetivas e passou a residir em São Luiz Gonzaga, com a irmã Terezinha Paraíba da Silva e o cunhado Amauri Francisco da Silva, o militar aposentado, cujo corpo está sendo velado no bairro Alvorada, em Ijuí.
Na última segunda-feira (27) ocorreu uma audiência de separação, onde ficou estabelecido que Alzira buscaria seus pertences na antiga moradia, na localidade de São José, interior de Santo Antônio das Missões, o que ocorreria nesta quarta-feira (29).

A MUDANÇA
Para pegar seus pertences Alzira pediu ajuda para o cunhado Amauri, que com uma camioneta dirigiu-se até Santo Antônio, acompanhado da esposa Terezinha, um filho menor (4 anos) e da cunhada Alzira.
Preliminarmente sabia-se que Jorge não deveria estar em casa, porém no momento em que se preparavam para realizar o carregamento dos pertences de Alzira, Jorge, surpreende e chega no local, armado com um revólver calibre 38 e uma faca, com cerca de 30 cm de lâmina.

DISCUSSÃO
Provavelmente, acredita o delegado, tenha ocorrido uma discussão entre o ex-casal.
De acordo com as primeiras apurações, dentro da casa havia sinais de luta, com sangue pelo chão e marcas de tiros no piso.
Não se sabe ainda a exata dinâmica de como ocorreram os crimes, o que deverá ser esclarecido durante as investigações com as oitivas de testemunhas.
Amauri tinha um corte no lado esquerdo do pescoço, provavelmente provocado pela arma branca e um tiro nas imediações da nuca.
Alzira foi atingida com disparos na região da cabeça, mas também pode ter sofrido ataques com a faca.
Já Terezinha também foi atingida com tiros. Após, Jorge cometer suicídio com disparo na cabeça.

DESARMADO
O policial aposentado Amauri, de acordo com a polícia estava desarmado e há uma suspeita que tenha tentado evitar o confronto entre o ex-casal, momento em que foi atingido.

VIOLENTO
Jorge, conforme o delegado, tem várias passagens anteriores pela polícia, com registros de violência doméstica, contra outras ex-companheiras.
Costumava andar armado.

SOBREVIVENTE
Terezinha foi socorrida pelo SAMU e encaminhada para o Hospital São Luiz Gonzaga, consciente, mas em estado considerado grave, onde passou por cirurgia.

ATUALIZAÇÃO
Terezinha, segundo informação de familiar, não chegou a sofrer intervenção cirúrgica em São Luiz Gonzaga, sendo transferida para Santa Maria. Informação médica é de que a mesma não corre risco de morte.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Roque em Destaque
error: Conteúdo protegido!