Busca rápidaX

MANCHETES

Saúde e Cosems buscam ampliar cobertura do atendimento do Samu 192

26 de junho de 2020

Um projeto inovador na área de regulação das urgências e emergências foi entregue à secretária da Saúde, Arita Bergmann, nesta quinta-feira (25), pelo presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS), Diego Espíndola. A ideia é ampliar a estrutura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) aos 216 municípios gaúchos que ainda não possuem cobertura pelo telefone 192.

“No momento que o serviço conseguir abarcar esses municípios, seremos o primeiro Estado brasileiro a ter 100% de cobertura do Samu”, disse Diego. Hoje, a cobertura do serviço no Rio Grande do Sul corresponde a 91,2% da população gaúcha (cerca de 10,3 milhões de habitantes). “Os municípios que ainda não possuem o Samu são muito pequenos, com aproximadamente entre 5 mil e 10 mil habitantes”, explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

Este é um projeto que já estava sendo incubado na Secretaria da Saúde (SES) há mais tempo, mas, devido à epidemia da Covid-19, sua colocação em prática foi temporariamente postergada. “Agora é o momento ideal para retomarmos os trabalhos neste sentido, devido ao aumento da demanda de pacientes para urgências e emergências”, disse Diego.

Nos municípios que ainda não possuem cobertura do Samu, os atendimentos pré-hospitalares móveis são realizados pelo Corpo de Bombeiros Militar ou Voluntários e pelas chamadas “ambulâncias brancas municipais”. De acordo com o presidente do Cosems, muitos destes veículos são tripulados apenas por condutores, sem profissionais de saúde. “Queremos trazer esses municípios para a rede estadual de regulação”, completa o diretor Elsade.

De acordo com o projeto, cada um dos municípios que se juntarem à regulação estadual terão direito a um recurso de R$ 10 mil para estruturar o serviço no seu território.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: saude.rs.gov.br

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!