Busca rápidaX

MANCHETES

Secretaria de Meio Ambiente inicia Plano de Prevenção a Alagamentos

11 de março de 2019

Com a determinação de solucionar problemas crônicos de acúmulos de água da chuva em pontos críticos da cidade, o Governo Municipal, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMMA), colocou em prática hoje, 11, o Plano de Prevenção a Alagamentos, dando início as obras de construção da nova rede coletora pluvial na Avenida Getúlio Vargas, trecho entre a Travessa Abelardo Ferraz e a Rua Sete de Setembro.

O prefeito Jacques Barbosa e o secretário do Meio Ambiente Francisco da Silva Medeiros estiveram acompanhando o início das obras que dará fim a um problema de alagamento que se estende por cerca de uma década. Medeiros informou que estão sendo colocados 60 metros de tubulação, construída uma nova boca de lobo no trecho e redimensionada a instalada na esquina da Avenida Getúlio Vargas com a Rua Sete de Setembro, ampliando sua capacidade de vazão e evitando alagamentos no trecho.

A obra está sendo executada com recursos do Fundo Municipal de Gestão Compartilhada, a partir de projetos elaborados pelo município.

O empresário Everton da Silva Lima comemora o fim de mais de oito anos de espera por uma solução. “A água da chuva empossava e invadia o estabelecimento. Em dias de chuva, muitos clientes não conseguiam chegar até a empresa, mas agora temos a certeza de que a solução está encaminhada”, disse.

Jacques explicou que a obra está sendo executada naquela área da cidade, pois o trecho receberá nova pavimentação, entre as ruas Antônio Manoel e Roque Gonzales (lado oeste), com extensão de 325 metros de pista. Segundo o prefeito, o asfaltamento deve estar concluído ainda nesta semana e faz parte de um pacote de 67 quadras que terão sua pavimentação restaurada, em diferentes áreas da cidade.

O prefeito comemora o início das obras do Plano de Prevenção a Alagamentos que prevê o investimento de mais de R$ 2 milhões na ampliação da capacidade da rede coletora de águas pluviais da cidade. Nesta primeira etapa, explicou Jacques, serão realizadas obras em áreas

mapeadas pelo curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Federal da Fronteira do Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, por meio de um diagnóstico da rede de drenagem pluvial de Santo Ângelo, e com base em relatórios da Defesa Civil local.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!