Busca rápidaX

Secretária de Planejamento de Leite, Leany Lemos, identifica dois problemas estruturais no Estado

10 de dezembro de 2018
Secretária do Planejamento, Leany Lemos, admite otimismo moderado com desempenho do PIB no RS

A secretária de planejamento do Estado vem de Brasília. Leany Lemos vai assumir a pasta a partir de 2019. Ela foi anunciada nesta segunda-feira (10) pelo governador eleito Eduardo Leite. Servidora de carreira do senado, Leany foi a secretária do planejamento, orçamento e gestão do Distrito Federal entre janeiro de 2015 e julho deste ano.

Ao comparar o Rio Grande do Sul com o Distrito Federal, a nova secretária da equipe de Leite vê semelhanças no curto prazo, principalmente no caixa e na dificuldade de pagar salários de servidores. As diferenças estão nas questões a longo prazo. “Nós temos agora dois problemas estruturais. Um é a reforma da previdência, é uma pressão muito grande. Um problema no Brasil inteiro. Essa é uma questão que precisa ser tratada. Depende do governo estadual e também federal. E outro é o problema de endividamento de longo prazo, a dívida consolidada do Rio Grande do Sul. Já ultrapassou o limite máximo de endividamento. Pra isso tem que ser estudado como vai ser feito o Regime de Recuperação Fiscal. Algo que possa fazer com que essa questão do serviço da dívida, essa pressão de pagamento não esteja tão presente no caixa”, analisa a nova secretária.

Leany Lemos respondeu ainda qual deve ser a prioridade da gestão na relação despesa/receita. “Nós precisamos trabalhar sempre muito com o lado da despesa. Nós estamos passando por um momento excepcional. Então você tem que trabalhar nas duas pontas, mas certamente se você não trabalhar fortemente o lado da despesa, o lado da receita acaba tendo limites. Você vai aumentar impostos? É difícil porque você onera a capacidade produtiva”, pondera a secretária do planejamento de Leite.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!