Busca rápidaX

MANCHETES

Secretário de Obras debate promoção da habitação popular em área indígena

20 de fevereiro de 2018

O secretário estadual de Obras, Saneamento e Habitação, Fabiano Pereira, recebeu o presidente da Cooperativa de Habitação Indígena da Região Sul (COOPHIRS), Leomar Douglas Ribeiro. Na pauta a construção de 600 unidades habitacionais na localidade de Terra Indígena da Guarita, que abrange os municípios de Tenente Portela e Redentora.

Desde 2009 a cooperativa realiza convênios com o Governo do Estado para a promoção da habitação popular em áreas indígenas. Nos último período, 570 unidades habitacionais foram construídas através da parceria entre o governo gaúcho e o governo federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, somente na localidade de Terra Indígena da Guarita. “Mesmo assim, ainda temos um grande déficit habitacional e estamos aqui justamente para pedir o auxílio do Governo do Estado na construção de outras 600 casas”, resumiu Leomar.

De acordo com o secretário Fabiano Pereira, o governo do Estado trata com prioridade as políticas públicas de habitação popular, tendo um olhar especial para as áreas indígenas. “Dependemos do primeiro passo do governo federal através da Caixa Econômica Federal. Havendo isso, o governo do Estado é parceiro da iniciativa”, destacou.

Presente na reunião, ocorrida na segunda-feira (20), na sede da SOP, também o morador Marciano Bento. “As casas construídas são ótimas. Tomara que possamos aumentar a quantidade para atender mais famílias”, disse.

Somente no mês de dezembro, foram entregues 1.056 unidades, distribuídas nos condomínios MQ3 e MQ4, em Canoas; Amazonas e Roraima, em Pelotas; Jardim Belize, em Porto Alegre. O governo estadual contribui com R$ 5 mil em cada moradia para equalizar os juros e garantir uma prestação mais acessível para as famílias integrantes do programa Minha Casa, Minha Vida.
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!