Busca rápidaX

Champs Elysees

Segurança é prioridade máxima do governo, diz Sartori

19 de março de 2017
Governador afirmou ainda que não haverá prejuízos aos municípios que cederam policiais para a capital.
O reforço de 600 policiais no policiamento ostensivo da capital, o anúncio da construção de um presídio federal em Charqueadas e a entrega de novas viaturas e armamento foram as ações tomadas pelo governo, nesta semana, para combater a criminalidade. O governador José Ivo Sartori usou o programa 'Governo e Comunidade' deste sábado para explicar as medidas e enfatizou: "estamos todos empenhados porque, para nós, segurança é prioridade máxima".

O aumento do efetivo que atua nas ruas de Porto Alegre foi de 600 policias: 400 da Brigada Militar e 200 da Força Nacional.  Sartori esclareceu que metade dos 400 brigadianos, vindos do interior, são de batalhões de operações especiais (BOEs), que atuam em casos específicos, como esta nova etapa da Operação Avante. "Não haverá prejuízo aos municípios. Não vai enfraquecer a segurança. Eles (os policiais dos municipios do interior) serão compensados com horas extras, como foi no ano anterior e haverá rodízio do efetivo", garantiu o governador.

O retorno dos policiais que atuaram na Operação Golfinho para as cidades de origem e o pagamento de horas extras vão garantir o efetivo. Sartori disse ainda que, pela primeira vez nos últimos dez anos, o policiamento do interior recebeu armamento novo. "Defendemos a prevenção por meio do trabalho social, mas é necessário demostrar força na repressão, para que os deliquentes saibam que o crime não compensa", afirmou. O governador adiantou que mais 1.200 novos policias se formarão.

Presídio federal

O Rio Grande do Sul foi o primeiro estado a receber a visita do novo ministro da Justiça, Osmar Serraglio, que confirmou a construção de um presídio federal em Charqueadas. Na oportunidade, 30 viaturas foram entregues ao governo estadual e 200 policiais da Força Nacional foram apresentados. "O caminho é a integração entre as forças municipal, estadual e federal", afirmou o ministro.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os comentários estão desativados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!