Busca rápidaX

Sem médicos, Nova Ramada deve decretar situação de emergência

26 de novembro de 2018

O Poder Executivo de Nova Ramada deve decretar até amanhã, 27, situação de emergência. Isso porque os três médicos que atuavam no município deixaram de trabalhar. Segundo informações do secretário de Saúde do Município, Joceli Fernandes dos Santos, até a semana passada Nova Ramada contava com atendimento de um médico cubano, que atuava 32 horas, e duas médicas contratadas, uma com atuação de 30 e outra 40 horas.

Na última semana a situação começou a mudar: o médico cubano foi embora e umas das duas médicas entrou em licença maternidade, restando apenas uma profissional, que nesta manhã também deixou o município para atuar na cidade de Viamão.

Ainda segundo o secretário são realizados entre 30 e 40 atendimentos por dia no município de aproximadamente 2.500 habitantes.
Para não deixar a comunidade sem atendimento médico, nesta segunda-feira os casos mais graves de urgência e emergência estão sendo levados até o Hospital Bom Pastor de Santo Augusto, já que Nova Ramada não tem hospital. “Estamos encaminhando os casos mais graves para lá, e quanto aos demais, contamos com a compreensão e colaboração, para que entendam o momento difícil e imprevisível que estamos passando” comenta o secretário, que acredita que um decreto de emergência possa abrir possibilidades de contratar médicos em caráter emergencial, sem a necessidade de edital, que levaria muito tempo.
Para agravar ainda mais a situação, nenhum profissional está inscrito no programa “Mais Médicos” para atuar em Nova Ramada, sendo o contrato emergencial a única alternativa para o momento.

Compartilhar
  • 467
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    467
    Shares
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!