Busca rápidaX

MANCHETES

Seminário Estadual de Apicultura reúne especialistas em Panambi

11 de julho de 2018

O 22º Seminário Estadual de Apicultura começa nesta quinta-feira (12/07), em Panambi. Aproximadamente 900 pessoas ligadas ao setor devem participar do evento, que se realiza até sábado (14/07), no parque municipal Rudolfo Arno Goldhardt. Juntamente com o Seminário, serão realizados o 21º Concurso Estadual do Mel, 21ª Exposição de Produtos Apícolas (Expoapis), 15º Encontro Estadual de Meliponicultura e 7ª Mostra de Inovações Apícolas. 

“O Brasil é uma grande potência melífera, pois apresenta características especiais de flora e clima”, disse o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Antônio Altíssimo. “Embora a produção de mel seja a base econômica da apicultura, criar abelhas também se destina à polinização agrícola e à produção de própolis, pólen, geleia real e apitoxina, usados na indústria farmacêutica, alimentícia e cosmética”, completou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar.

Confira a programação:

Quinta-feira (12/07)
13h – Inscrições;
15h – Abelhas nativas: importância ambiental, identificação das espécies e manejo; engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Paulo Conrad;
16h30 – Diversidade e conservação de abelhas sem ferrão: seleção de espécies, produtos apícolas e polinização agrícola; biólogo da PUC/RS, Charles Fernando dos Santos;
19h – Abertura Oficial;
20h – Apresentação Orquestra do Sesi;

Sexta-feira (13/07)
8h – Oficinas;
9h15 – Coffee break;
9h40 – Palestra motivacional: Orgulho de ser apicultura, manejo para alta produtividade; médico veterinário do Senar-AR/MS, Gustavo Nadeu Bijos;
11h – Contexto da Apicultura brasileira; presidente da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), José Soares Aragão Brito;
12 – Almoço;
13h – Associativismo e organização da cadeia produtiva; diretor da Cooapampa, Rogério Dallo;
14h20 – PL e regulamentação da apicultura migratória no RS; representante da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi);
15h – A importância da termorregulação do ninho na sobrevivência e produção dos enxames; professor Paulo Figueiró; 
16h – Coffee break;
16h30 – Painel Mortalidade das abelhas: análise crítica da situação do RS; DCVida-Unijuí, Francesca Werner Ferreira; promotor de Justiça, Nilton Kastcin dos Santos;
20h – Jantar de premiação e confraternização com Banda Best Times;

Sábado (14/07)
8h – Oficinas;
9h – Coffee break;
9h40 – Produtos de abelhas na saúde humana; professor Silvio Lengle;r 
10h40 – Produtividade-criação de rainhas ao alcance de todos; diretor JGCC Apiários, José Cunha; 
12h – Encerramento.

Oficinas (sexta-feira e sábado)
– Meliponicultura-iscas para captura de enxames de abelhas sem ferrão (prática); engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Antônio Altíssimo;
– Cera: processamento e qualidade; engenheira agrônoma do Senar, Angélica de Almeida Lara;
– Projeto de apicultura na pequena propriedade; zootecnista UFSM, Luiz Eduardo Pucci;
– Boas Práticas, processamento do mel: do campo à mesa; zootecnista do Senar, Maristela Krügel;
– Casa do mel de Panambi: visita às instalações, funcionamento, organização e objetivos (somente no sábado); engenheiro agrônomo Apipan, Vanderlei Graeff. 

 

Compartilhar
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares
Fonte: Emater-RS/Ascar

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!