Busca rápidaX

Sindilojas de Ijuí considera que ano comercial está tendo recomeço em função do coronavírus

30 de março de 2020
Presidente do Sindilojas, Bruno Hass, também assinou o documento

Para o Sindicato do Comércio Varejista da região Noroeste, com sede em Ijuí, hoje é uma espécie de recomeço do ano para as empresas, com a possibilidade de retomar as vendas, visto flexibilização dos decretos de prefeituras, em razão do coronavírus.

Segundo o presidente da entidade, Bruno Hass (foto), em 2020 praticamente o comércio não começou as vendas. Isso porque, primeiro foi o período de férias, depois o carnaval, agora a estiagem e o coronavírus.

Especificamente em relação a Ijuí, Bruno Hass entende que a flexibilização para funcionamento das empresas, através da prefeitura, está dentro dos parâmetros para o momento. Destacou que essa semana vai ser período de testes a fim de saber como as empresas e a população irão se comportar, segundo as regras de higienização e atendimento sem aglomeração.

Bruno Hass pediu que os empresários tenham o máximo de cuidado com a questão financeira, por não saber como o mercado vai se comportar. O presidente do Sindilojas Noroeste ainda enfatizou que mesmo com todos esses percalços, o comércio aposta bastante nas vendas para a Páscoa, que vai transcorrer dia 12 de abril, portando daqui a 15 dias.

Bruno Hass observa que a motivação está presente no empresário para o período de Páscoa e que o Sindilojas não vai realizar campanha para esta época, porém, isso cabe a cada empresa.

Empresas em Ijuí

De maneira parcial, o comércio de Ijuí volta a funcionar, hoje, conforme decreto publicado sábado pela prefeitura. Porém, as empresas podem atuar somente em forma de plantão, ou seja, de portas fechadas e com atendimento de apenas uma pessoa por vez.

Trata-se de flexibilização do decreto que vigora nos últimos dias, referente à medidas contra o coronavírus. O comércio ijuiense pode funcionar com 50% do número da capacidade de lotação constante no alvará ou Plano de Prevenção contra Incêndio.

Podem funcionar, lojas de vestuário, calçados, eletrodomésticos, óticas, restaurantes, lanchonetes, lancherias, padarias, escritórios, consultórios, imobiliárias, corretoras de seguros, consultórios médicos e odontológicos, clínicas de fisioterapia, psicologia e afins, centros estéticos, salões de beleza, estúdios fotográficos e de filmagem e congêneres, pet shops, bem como profissionais autônomos.

Especialmente a área de saúde deve adotar atendimento por agendamento, com intervalo mínimo de 15 minutos entre um atendimento e outro. Os serviços essenciais, por exemplo, segmento de saúde, agências bancárias e supermercados já atuavam, ou seja, não tinham parado de funcionar.

No entanto, seguem suspensas as atividades em casas noturnas, pubs, bares, lojas de conveniência, comércios de bebidas, boates, danceterias, casas de festa, espaços kids e similares. Também continuam fechadas as academias, centros de treinamento, quadras esportivas, canchas de bocha, clubes sociais, estúdios de dança, auditórios, sedes de bairros e congêneres.

Ainda fica vedado o funcionamento de brinquedotecas e espaços kids. O decreto do Executivo ijuiense determina que os funcionários do comércio que integram os grupos de risco não podem voltar ao trabalho, ou seja, precisam ficar em isolamento, por exemplo, pessoas com 60 anos ou mais, grávidas e pessoas com doenças crônicas. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!