Busca rápidaX

Somente em 2016, gestão de Cruz Alta teria deixado de pagar R$ 3,8 milhões para empresa que recolhe lixo

10 de janeiro de 2017
Até hoje deve estar nas mãos do prefeito de Cruz Alta, Vilson Roberto Bastos dos Santos, um relatório detalhado das dívidas da Administração Municipal, gestão 2013-2016, com a Ansus, responsável pela coleta e transbordo do lixo do município. Mesmo com poucas informações, segundo a atual administração cruzaltense, é possível afirmar que entre 2015 e 2016 o governo que deixou a prefeitura gerou dívida de quase 4 milhões de reais com a empresa.

São 181 mil reais referentes a 2015 e 3 milhões e 800 mil do ano passado, montante que inviabiliza o serviço na cidade. Para Elton Tomazzetti, sócio administrador da empresa, as dificuldades se agravaram a partir do segundo semestre de 2016. Ontem não houve coleta de lixo em Cruz Alta.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os comentários estão desativados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!