Busca rápidaX

MANCHETES

STF julga hoje liberação de cultos e missas na pandemia. Em Ijuí, Igrejas já se organizam para receber mais público

7 de abril de 2021
Paróquia Nossa Senhora da Natividade de Ijuí

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) julga hoje (7), a partir das 14h, a liberação de missas e cultos presenciais em meio ao agravamento da pandemia de Covid-19 no país. O julgamento acontece após os ministros Kássio Nunes Marques e Gilmar Mendes tomarem decisões díspares sobre o tema nos últimos dias.

Às vésperas da Páscoa, sob o argumento de preservação da liberdade religiosa, Nunes Marques autorizou celebrações religiosas com a presença de fiéis mesmo após governadores e prefeitos determinarem o fechamento de templos na tentativa de conter a disseminação do coronavírus. Dois dias depois, Gilmar vetou eventos religiosos em São Paulo, e enviou o caso para deliberação da corte, formada por 11 ministros.

Em Ijuí, igrejas já se organizam par aumentar a capacidade de público. Com o novo decreto, as igrejas podem funcionar com limite de 25% da capacidade nas regiões em bandeira preta ou vermelha. Até então, o RS permitia cerimônias com lotação máxima de 10% de público, limitado a 30 pessoas.

A redação da RPI entrou em contato com a Primeira Igreja Batista de Ijuí, Paróquia da Natividade, Paróquia São Geraldo e Assembleia de Deus. Todas já se preparam para aumentar o público, mas garantem que estão seguindo todas as regras estabelecidas pelos órgãos de saúde. Além disso, as celebrações seguem sendo transmitidas de forma virtual.

A tendência no julgamento de hoje é de derrota de Nunes Marques, ministro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, que é contrário a medidas de isolamento social tomadas por estados e municípios. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!