Busca rápidaX

MANCHETES

Suspensão de insumos para o tratamento de câncer compromete todo Brasil e já afeta o Hospital de Caridade de Ijuí

30 de setembro de 2021
Hospital de Caridade de Ijuí. Foto: assessoria de imprensa

O Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), órgão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), do governo federal, paralisou por tempo indeterminado, no dia 20 de Setembro, a produção de radiofármacos e radioisótopos usados para o tratamento de câncer no Brasil. O Ipen é responsável pelo fornecimento de 25 tipos de radiofármacos aos laboratórios e hospitais de todo o Brasil. Cerca de 85% de toda a produção nacional desse tipo de medicamento, com material radioativo, sai de lá. Agora, o instituto está sem verba para continuar a produção dos insumos usados para a detecção e o tratamento de câncer, após um corte de 46% da verba do instituto pelo governo federal em 2021.

No Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) segundo o médico responsável técnico pela Medicina Nuclear, Michel Bueno, o desabastecimento dos insumos é registrado desde o início dessa semana. Segundo Bueno, os radiofármacos não podem ser armazenados em estoque, ou seja, toda semana a casa de saúde recebe uma nova remessa.
O médico explica que esses insumos são utilizados, por exemplo, para exames de imagens, principalmente na parte cardiológica e oncológica para o tratamento de pacientes com câncer. O câncer de tireoide é um dos que mais necessita do insumo para o tratamento.
“Somente nesta semana mais de 80% da agenda de exames programada teve que ser cancelada. Não tínhamos nenhum paciente com tratamento programado para esses dias, mas para as próximas semanas teremos. Ou seja, alguns terão que adiar” lamenta Michel.

Segundo o médico, no Hospital de Caridade de Ijuí são quase 500 exames realizados por mês no setor de medicina nuclear. Anualmente são mais de 5 mil. No entanto, Dr. Michel tranquilizou os pacientes que fazem uso do insumo. Segundo ele o IPEA sinalizou que a produção deve retornar nas primeiras semanas de outubro, o que deve normalizar o fornecimento.

A verba: No ano passado, a verba repassada ao Ipen pelo governo federal foi de R$ 165 milhões. Neste ano, até agosto, o instituto recebeu pouco mais de R$ 91 milhões.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!