Busca rápidaX

Técnico do São Luiz avalia primeira semana de trabalho da pré-temporada

30 de novembro de 2019

O elenco do São Luiz concluiu nesta sexta-feira (29) a primeira semana de treinamentos da pré-temporada de 2020. Ao longo de seis dias de trabalho foram 12 sessões de treino. O trabalho no gramado do Estádio 19 de Outubro contou com um esboço de formação tática, onde o time completo atacava em sistema com duas linhas de quatro e dois jogadores na linha de ataque, formado por Welder e Michel.

As triangulações com os extremos e os laterais também fez parte da atividade, que contou com intensa participação dos laterais. Na segunda parte do treino, os jogadores treinaram o posicionamento de bola parada. O grupo de jogadores volta a treinar na manhã deste sábado.

Após o encerramento da atividade desta sexta, o técnico Leandro Machado concedeu entrevista coletiva, e falou sobre as posições carentes no elenco, e o desenvolvimento dos atletas até aqui.

Como o time pretende ir a campo nos primeiros amistosos?

Precisamos avaliar ainda os jogadores. Claro que temos uma ideia de jogo, que já usamos para contratar os atletas, baseado na competição, no clube, no que a torcida quer. Agora vamos passar para os jogadores o que eles apresentaram em campo. Hoje conversamos com eles e reforçamos o que falamos na apresentação: quem cumprir melhor a função vai começar o jogo. A gente tem todas as filmagens. Tiramos o empirismo. Não é nada no “acho”. Temos certeza que o jogador de 10 ações acertou oito, o outro acertou seis. É com base nesses dados que vamos escalar. Nosso modelo já temos. Agora as peças tem que se encaixar ali. Mas temos tudo mapeado dos treinos e quem vai escalar os jogadores são eles mesmos nos treinos.

Num dos treinos, o Elias centralizava quando os meias se aproximavam e o atuou Welder aberto pela esquerda. É assim que eles vão se comportar?

É uma variação. Precisamos dum repertório grande. Quando formos fazer o primeiro amistoso, o adversário vai estar sabendo como jogamos. Então precisamos duma variação. 

Falta no elenco um meio campo armador. Que características você passou para o departamento de futebol afim de complementar as necessidades do elenco?

Não gosto muito do meia armador até porque é difícil achar. No Brasileiro mesmo os times tem carência. E pela característica do nosso campeonato de muita força. Precisamos dum meia de movimentação e de força para marcar e recompor bem. Isso que estamos buscamos. Buscando também mais zagueiro, atacante, mais cinco jogadores vão fechar o nosso elenco. Mas eu prefiro um meia de mais movimentação.

 

Confira a entrevista inteira abaixo

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!