Busca rápidaX

MANCHETES

Tiago Perine sobre o coronavírus: “É difícil mensurar em palavras o sentimento que temos”

24 de maio de 2020

O árbitro da ACA(Associação Cruz-Altense de Futsal), Tiago Perine, foi entrevista pela reportagem da Rádio Progresso de Ijuí e falou sobre o momento que todos atravessam devido as paralisações do futebol/futsal, o esporte como um todo.

CORONAVÍRUS

Para nós da arbitragem foi um baque muito grande, por que muitos de nós temos outros serviços, mas temos um envolvimento muito grande com a arbitragem, então neste primeiro momento, achávamos que seria breve, que passaria logo e a coisa está se alongando cada vez mais e está ficando bem complicado para o arbitro manter-se ativo no meio da arbitragem e as dificuldades para os árbitros realmente está muito grande.

RETORNO DAS LIGAS

Temos realizados reuniões virtuais com a diretoria da Liga Gaúcha, não temos uma certeza de quando retorna o campeonato, e devido os moldes da LG, as competições não devem voltar antes de julho, por que a Liga tem uma responsabilidade muito grande, envolve levar pessoas aos ginásios, atletas para treinar, sabemos que eles são de outras cidades e isso dá um acumulo de pessoas que hoje o decreto do governo e por segurança a gente entende que também não seria viável para o futebol. Queremos muito que retorne, nós árbitros não deixamos de nos preparar, fizemos reuniões virtuais uma vez por semana, agora fazendo leitura da regra, preparação física individual, mas achamos muito difícil antes de julho ou agosto o retorno do futsal no estado.

ARBITRAGEM GAÚCHA REFERÊNCIA NO PAÍS

Graças a Deus a arbitragem gaúcha sempre foi referência no Brasil. Hoje só na Liga Gaúcha, temos em torno de 350 árbitros parados, isso falando apenas de Liga entre árbitros, anotadores, cronometristas. Mas sabemos que este número é muito maior por que temos as associações, então com certeza este número são bem maiores.

PSICOLÓGICO

Estamos muito ressentidos com tudo isso. Queremos que acabe logo para voltarmos a fazer o que gostamos, precisamos, temos um amor pelo esporte e não tendo o esporte hoje, fica ate difícil mensurar em palavras qual o sentimento que temos. É um sentimento de perda. Aquela ocupação, mas sabemos que apesar de termos essas dificuldades hoje, temos que criar formar de como agir e nessas reuniões temos nos ajudado um ao outro, mas com certeza estamos sentindo muito falta, tudo isso interfere no meio.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!