Busca rápidaX

Titulares do esporte projetam oitavas da Copa do Mundo – Parte 1

29 de junho de 2018

Com o fim da fase de grupos, a Copa do Mundo entra na sua fase mata-mata. Agora, todo jogo é decisivo. O futebol europeu predomina com 10 entre as 16 seleções que continuam sonhando com o título. A América do Sul tem quatro representantes, enquanto o México é o único da Concacaf e o Japão representa a Ásia. Os cinco africanos caíram na primeira fase.  Os confrontos de oitavas de final começam neste sábado e os titulares do esporte projetam (e apostam) como serão as partidas em terras russas. Nesse primeira parte, a análise é do chaveamento do Brasil até a final.

FRANÇA x ARGENTINA (sábado – 11h)

Alessandro Heck: o futebol não se muda com o clique de uma chave. A França parece ter muito jogador para pouco técnico, mas nem de longe se parece com o caos total argentino. Não tem milagre, nem Messi salva. A França tem um ataque com potencial para atropelar as improvisações de Sampaoli. Avançam Les Bleus. Destaques: Mbapé e Kanté (FRA); Maradona na torcida (ARG).

Marcel Klein: Argentina passou de fase com dificuldades e pela incompetência da Islândia. Não tem liderança, nem treinador, muito menos um time. Messi sozinho não resolve. França, liderada por Mbappé passa com facilidade

Alex Frantz: acho que os hermanos levam a melhor. Depois de uma primeira fase terrível e talvez por ser a última copa de Lionel Messi, ele deve ser protagonista neste duelo. França com time jovem pode sentir o peso

Fabiano Bernardes: França e Argentina chegam em momentos diferentes nas oitavas. Os franceses são muito estruturados, porém pouco chegam em fases decisivas de mundiais. Do outro a Argentina que com a genialidade de Messi ainda pode surpreender. E esse fator, Lionel Messi, deve desequilibrar, por isso imagino que passa a Argentina.

URUGUAI x PORTUGAL (sábado – 15h)

Alessandro Heck: Portugal é o exército de um homem só, literalmente. Mesmo este cara sendo Cristiano Ronaldo é pouco para uma copa. O Uruguai, ao contrário, não é tão dependente dos seus atacantes. Passa o Uruguai, em jogo até certo ponto tranquilo. Destaques: adivinha quem? (POR); Torreira e Suárez (URU).

Marcel Klein: Jogo equilibrado. Duas equipes que ficam mais a vontade jogando no contra-ataque e que tem seus melhores talentos no ataque. Palpite: empate. Nos pênaltis, quem brilha é Rui Patrício. Passa Portugal

Alex Frantz: a celeste apresentou um bom futebol na primeira fase com a força que lhe é habitual e a isso acrescentou um pouco de técnica. Acho que é favorito para avançar, pois os lusos tem a figura isolada de CR7. Dá Uruguai.

Fabiano Bernardes: Uruguai chega com uma das melhores campanhas da Copa e conta com o rápido ataque de Cavani e Suarez e uma defesa sólida ainda não vazada. Já Portugal conta com Cristiano Ronaldo, talvez o melhor da Copa e uma defesa pesada. Se CR7 não desequilibrar passa o Uruguai.

BRASIL x MÉXICO – (segunda – 11h)

Alessandro Heck: os mexicanos não costumam temer jogar com o Brasil. Ao contrário é o jogo de sonho de criança deles. O Brasil vem crescendo no momento certo e deve ter o controle do jogo. Com a bola e à vontade no jogo o time do canarinho pistola costuma se dar bem. Tomara que Ochoa não esteja naquele dia de “parar tudo”. Brasil-sil-sil, nas quartas. Destaques: Coutinho e Neymar (BRA); Vela e Lozano (MEX).

Marcel Klein: México é perigoso no contra-ataque com Chicharito e Lozano, a revelação da Copa até aqui. Não vai ser fácil, mas Brasil encaixou e venceu a Sérvia com autoridade. Com Neymar e Coutinho desequilibrando, Brasil vence e avança no tempo normal

Alex Frantz: canarinhos crescendo na hora certa mas é um duelo complicado pois os mexicanos geralmente complicam para os brasileiros. Embora em copas do mundo sempre deu Brasil.

Fabiano Bernardes: Para Brasil e México o fator Neymar/Coutinho pode ser decisivo para o time brasileiro, que ao se comportar como fez no jogo contra os sérvios deve avançar sem muitas dificuldades. Os mexicanos se comportam como zebra no confronto, mesmo vindo de um grupo com a toda poderosa Alemanha.

BÉLGICA x JAPÃO – (segunda – 15h)

Alessandro Heck: o Japão classificou agradecendo por perder de pouco e por poder jogar com um a mais uma partida inteira. A Bélgica, finalmente, confirma a expectativa de ter uma boa geração com resultados de campo (apesar de ter Felaini entre eles). É o confronto mais desequilibrado de todos: Bélgica avança com goleada (a única desta fase). Destaques: Hazard e Mertens (BEL); Hasebe e Inui (JAP).

Marcel Klein: Japão foi longe demais. Estar nas oitavas é o seu troféu. Com um ataque poderoso, Bélgica vence sem sustos, e Lukaku deve ampliar vantagem na artilharia.

Alex Frantz: pra mim o confronto mais fácil nesta fase. Bélgica favorita.

Fabiano Bernardes: Em Bélgica e Japão teremos a oportunidade de ver a intensidade da dita grande geração belga. Isso ocorrendo eles podem pensar no adversário das quartas, o Brasil, talvez.

Compartilhar
  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!