Busca rápidaX

Trecho da BR-153 no Norte do Rio Grande do Sul aguarda pavimentação há mais de 50 anos

4 de julho de 2017

Um trecho da BR-153, que percorre os municípios de Erechim e Passo Fundo, na região Norte do Rio Grande do Sul, está há mais de 50 anos à espera de obras de pavimentação. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/RS), o planejamento para asfaltar os cerca de 70km de chão batido foi encaminhado recentemente ao governo federal.

Com o trajeto interrompido e a circulação de veículos afetada pelas precárias condições do solo, a obra de pavimentação é vista como uma oportunidade para reduzir a concentração de automóveis nas rotas alternativas, além de facilitar o acesso aos nove municípios do Norte do estado.

"Uma vez concluído, ele [o trecho] facilitará, sim, a comunicação com o Centro do país", afirmou José Carlos Carles de Souza, presidente do Comitê Executivo Pró BR-153.

O trajeto não sofre apenas com a ausência de asfalto. Motoristas de carros e caminhões têm evitado acessar a estrada devido aos constantes crimes e assaltos.

"Eu geralmente não vou até o fim dela, lá em cima. A gente vai aqui próximo. Quando a gente tem que ir mais longe, vai pelos asfaltos. Aqui não tem condição de ir por causa dos buracos. Quanto mais para frente é pior", comentou o assistente de experimentação Júlio de Britto.

Sobre as condições de tráfego no local, o DNIT informou que possui um convênio de manutenção que compreende atividades de drenagem, conservação e patrolamento. "Com esta manutenção temos garantido o tráfego pela via em adequadas condições. Claro, sempre lembrando que trata-se de trecho não pavimentado, onde períodos de chuva causam um reflexo maior nas condições da via", comunicou o departamento por meio de nota.

Desenvolvido pelo DNIT, o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) foi encaminhado para Brasília, pedindo a contratação do projeto para pavimentação da BR-153, que ainda aguarda avaliação.

A BR-153, conhecida como Transbrasiliana, possui mais de 4 mil km de extensão e foi construída para estimular o crescimento das cinco macroregiões brasileiras, ligando o país de Norte a Sul.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!