Busca rápidaX

MANCHETES

Três de Maio tem três casos suspeitos de dengue

3 de fevereiro de 2020
A Vigilância Epidemiológica anunciou nesta segunda-feira (3) que Três de Maio conta com três casos suspeitos de dengue. O material dos pacientes foi coletado e encaminhado ao Laboratório Central do Estado (Lacen) em Porto Alegre. O resultado não tem data para ser divulgado.
Conforme a enfermeira Tatiane Wächter, que coordena a vigilância no município, um dos casos que estão sendo investigados se refere a um paciente de 56 anos de idade que retornou do litoral de Santa Catarina com os sintomas da doença. Portanto, se foi confirmado será um caso importado. Já um outro homem de 68 anos necessitou de atendimento intensivo na UTI, mas seu quadro já melhorou e recebeu alta do Hospital São Vicente de Paulo. Havia também a suspeita que ele pudesse estar com leptospirose, mas o exame deu negativo. E o terceiro caso é de um homem de 24 anos. 
O primeiro Levantamento de Índice Rápido Amostral por Aedes Aegypt (LIRAa) de 2020 apontou 5% de infestação geral da cidade. Segundo o Ministério da Saúde o índice é considerado de alto risco para uma epidemia em Três de Maio. O aceitável pelo ministério é de 1%. 
Segundo a coordenadora de Endemias, Bernardete Erbes, a situação que mais preocupa, no momento, são as caixas de água não tampadas e os recipientes utilizados para guardar água da chuva.
O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) permite que, com base nas informações coletadas, a Prefeitura possa identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de criadouro predominante. O objetivo é que, com a realização do levantamento, o Município tenha melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Colonial
error: Conteúdo protegido!