Busca rápidaX

MANCHETES

Três torcedores são indiciados após agressão a gremista em frente ao filho no Gre-Nal

26 de julho de 2019
Foto: Reprodução/RBS TV

Três torcedores do Inter foram indiciados pela Polícia Civil no caso de agressão registrado no Gre-Nal do último sábado (20), no Beira-Rio. Entre eles, a mulher que aparece nas imagens empurrando a torcedora gremista diante do filho dela após a partida.

O resultado da investigação foi divulgado pelo delegado Miguel Mendes Ribeiro, da 20ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (26).

A torcedora, que é sócia do Inter, foi indiciada por “promover tumulto, praticar ou incitar a violência” (Artigo 41-B do Estatuto do Torcedor) e por injúria (Artigo 140 do Código Penal).

Em entrevista ao site GaúchaZH, a mulher disse que agiu por impulso. Ela afirmou que abordou a outra torcedora e o filho com a intenção de “preservá-los”, já que eles estavam com uma camisa do Grêmio no setor destinado à torcida do Inter. Também pediu desculpas pelo ocorrido.

Outro torcedor, que é conselheiro do Inter, foi indiciado por “praticar violência”, e o terceiro, por injúria.

“Esperamos que esse fato sirva de exemplo de como não se portar em um jogo dessa magnitude, num evento dessa magnitude, e que nós possamos evoluir no sentido de pacificação dos estádios”, declarou o delegado Miguel Mendes Ribeiro.

O inquérito policial será remetido ao judiciário e, posteriormente, ao Ministério Público, que dará continuidade à investigação e pode, ou não, oferecer denúncia.

Em caso de condenação, a pena prevista no primeiro caso é de um a dois anos de reclusão e multa. O crime de injúria prevê pena de três meses a um ano de prisão e multa.

Os nomes dos indiciados não foram divulgados pela polícia. O Inter disse que não irá se manifestar sobre os indiciamentos.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: G1

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!