Busca rápidaX

Tupanciretã já acumula R$ 326 milhões em prejuízo devido à falta de chuva

12 de março de 2020
Propriedade de Clayton Ceolin, Tupanciretã.

A Emater de Tupanciretã divulgou o relatório das perdas na agricultura devido à falta de chuva. Segundo dados que foram compilados entre 20 de outubro e 3 de março, a perda é de 45% da produção de soja, com prejuízo financeiro estimado em R$ 293 milhões.

 No milho sequeiro o percentual de perda chega a 65% com prejuízo estimado em R$1 milhão 491 mil. No milho irrigado, apesar do percentual ser menor, em torno de 20% o valor é mais expressivo, chegando a R$ 4 milhões 059 mil. No milho silagem a entidade calculou perda de 65% na produção com defasagem financeira em R$ 2 milhões e 443 mil.

Prejuízo significativo ainda na bovinocultura. No leite a diminuição de produção está em 25%, impactando em R$ 850 mil. Nos bovinos de corte a estimativa é de perda de 15% dos quilos por cabeça, o que resulta em R$ 23 milhões 914 mil a menos para os produtores rurais. No total, apenas no meio rural, até o início de março, o impacto financeiro de perdas é de R$ 326 milhões 147 mil e 804 reais com a seca.

Segundo a administração municipal as perdas aumentam dia a dia, então esse número é ainda maior, no entanto ainda não foram refeitos os cálculos. No município dois decretos de emergência já foram feitos. O primeiro em 15 de janeiro. No entanto, por motivos de burocracia relacionados à homologação, foi elaborado um novo decreto em 4 de março.

As secretarias de obras e de meio ambiente do município trabalham ainda diariamente na abertura e ajustes de poços artesianos e abertura e limpeza de bebedouros no interior.  Para isso, o Executivo contratou mais uma escavadeira hidráulica e uma retroescavadeira para auxiliar neste período emergencial.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!