Busca rápidaX

MANCHETES

Unijuí e secretarias de desenvolvimento social encaminham 3,8 mil auxílios emergenciais na região

5 de maio de 2020

Desde meados do mês de abril a Unijuí realiza, por meio do Observatório de Direitos Humanos, iniciativa do Departamento de Estudos Jurídicos, o cadastro de pessoas que precisam solicitar o auxílio emergencial, que é de R$ 600, ao Governo Federal, diante da pandemia de Coronavírus. 

Em Santa Rosa, a iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social de Santa Rosa e o Campus da Unijuí na cidade, tendo sido realizados mais de 820 cadastramentos no Programa de Auxílio Emergencial. Nos campi de Ijuí e Três Passos, mediante parcerias entre a os Projetos de Extensão do DCJS Cidadania Para Todos, Conflitos Sociais e Direitos Humanos e Observatório de Direitos Humanos  e as respectivas Secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, já foram realizados mais de 3 mil encaminhamentos. 

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Santa Rosa organizou um espaço de atendimento junto ao Centro Cívico Cultural Antônio Carlos Borges e a Universidade, além de ceder os equipamentos de informática para o desenvolvimento do trabalho de cadastramento de possíveis beneficiários, está participando com os bolsistas dos projetos de extensão universitária do Curso de Direito, em especial com o Projeto Conflitos Sociais e Direitos Humanos, em que conta com o trabalho das estudantes Maria Kowalski e Alessandra Mainardi e com Escritório Modelo do Curso de Direito, o qual está sendo representado pela funcionária Simoni Stringari e com alunos voluntários do estágio supervisionado. A professora Fernanda Serrer, coordenadora do curso de Direito em Santa Rosa, salienta, também, a importante parceria de trabalho com as servidoras Gabriela Crestani, coordenadora do Programa Criança Feliz, e as visitadoras Aline de Mattos Camargo, Ana Paula Kucyk, Cecilia Veiga Benkowitz, Eunice Raquel Rambo e Tatiane Engroff Rohleder.

Também atuam nas atividades os professores Joaquim Henrique Gatto, Ester Hauser, Patrícia Borges Moura, Daniel Rubens Cenci e Anna Paula Bagetti Zeifert, juntamente com mestrandos e bolsistas de pesquisa vinculados ao Departamento.

Sobre o auxílio

Podem solicitar o benefício de auxílio emergencial quem tenha mais de 18 anos, não tenha emprego formal, não esteja recebendo nenhum tipo de benefício, nem previdenciário (aposentadoria, auxílio-doença) nem assistencial (como benefício de prestação continuada assistencial), ou seguro-desemprego. Vale lembrar que os que recebem bolsa-família, podem passar a receber o auxílio emergencial nos próximos três meses, em substituição a bolsa família.

Segundo a professora Fernanda Serrer, uma das grandes dificuldades acontece após a aprovação do cadastro, que é o saque de R$ 600. Ela aponta diferentes motivos observados, um dos principais, a exclusão digital. “Muitos não tem smartphone ou acesso a internet, o que dificulta muito para a movimentação da conta digital”, complementa.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Unijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!