Busca rápidaX

MANCHETES

Unimed incentiva pacientes a manterem-se ativos durante distanciamento social

4 de junho de 2020
Foto: Unimed/divulgação

O distanciamento social orientado durante a pandemia do novo Coronavírus pode ser um momento de se reinventar e buscar alternativas para manter a saúde física, mental e emocional em dia. Um período que parece ocioso, pode se transformar em algo prazeroso para ocupar as horas do dia.

Atento a todo esse cenário, o setor de Medicina Preventiva da Unimed Noroeste/RS orientou atividades a seus  pacientes, estimulando a manterem-se ativos, seja desenvolvendo um novo processo de aprendizagem ou, até mesmo, aprimorando habilidades que já gostavam de realizar.

A coordenadora da área, enfermeira Marciléia Bortolini Buligon, explica que a proposta foi desenvolvida pela equipe e encaminhada por telefone ou durante atendimentos de acompanhamento. “Incentivamos atividades que proporcionam bem-estar, evitando um quadro depressivo durante a pandemia”, destaca Marciléia, reforçando que o distanciamento social é fator de segurança, especialmente para quem está no grupo de risco.

Maria Ivone Lazzarotto afirma conseguir preencher o tempo com diferentes afazeres, mantém atenção especial ao esposo Danilo e ainda consegue tempo para fazer aulas de ginástica de forma on-line, entre outras atividades. Ambos são pacientes da área de Medicina Preventiva. Maria deixa um recado a todos aqueles, que assim como ela, estão respeitando o distanciamento social, vislumbrando alternativas como leitura e estudo para ocupar o tempo e evitando dar atenção a falsas mídias, que produzem informações que deixam as pessoas ainda mais angustiadas.

Inspirada no poeta Fernando Pessoa, reforça que “tudo vale a pena, se a alma não é pequena”. Atendendo a proposta do setor, Maria Ivone realizou pintura no livro Jardim Secreto. “A prendi que registrando ali o tempo que gastei em cada desenho, marcando dia, mês e ano, deixo uma pista para escrever minha história de vida ou para quem folhear o meu livro um dia”, relata a paciente, apontando ainda satisfação pela proposta da Medicina Preventiva. “No contato com a equipe a gente adquire segurança, pois foge da ideia de adoecer para depois procurar socorro”, destaca. Em meio a pandemia e com os filhos residindo fora de Ijuí, resume que “a Medicina Preventiva preenche
um pouco dessa solidão”.

A paciente Clementina Dal Molin, que antes da pandemia mantinha uma vida mais ativa e com saídas frequentes de casa, agora descobriu outras formas de aproveitar o dia. A leitura e as palavras cruzadas são exemplos de passatempos que realiza na companhia do esposo Sadi. E diante do desafio proposto pela Unimed, ela aproveitou para fazer sabão caseiro. “Acho maravilhoso. Lá tem tudo o que precisamos”, elogia quanto ao trabalho desenvolvido pelo setor.

Assim como Maria Ivone e Clementina, outros pacientes também registraram suas atividades e enviaram à Unimed. As imagens mostram costura e artesanato, cuidados com a horta e, até mesmo, o desafio de retomar o contato com música. Tudo isso, neste momento em estão suspensos os encontros mensais dos grupos operativos – Qualidade de Vida e Bem-Estar, oportunidade em que eram desenvolvidas atividades de integração. No entanto, o setor de Medicina Preventiva mantém o atendimento a seus pacientes, seguindo todos os protocolos de segurança.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Unimed Noroeste

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!