Busca rápidaX

MANCHETES

Venda de vacinas contra a febre aftosa está proibida no RS

7 de maio de 2020

O Rio Grande do Sul está cada vez mais próximo de obter o status sanitário de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Hoje, às 10 horas e 30 minutos, o secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, vai apresentar o balanço da vacinação realizada neste ano em bovinos e bubalinos.

Também vai adiantar as projeções econômicas para o Estado e os próximos passos que serão realizados na busca da certificação. Desde sexta-feira passada, primeiro de maio, está proibida a venda de vacinas contra a febre aftosa em todo o Rio Grande do Sul. Com isso, proprietários inadimplentes, ou seja, que não imunizaram os animais durante a campanha, não poderão mais realizar este serviço e estão sujeito a multas.

O supervisor da Coordenadoria Regional de Agricultura, com sede em Ijuí, Emílio Stum, explica que, dessa maneira, as Inspetorias Veterinárias não podem mais emitir autorização para vacinação contra a aftosa, o que era possível em anos anteriores, mesmo após a conclusão das campanhas de imunizações. Emílio Stum destaca que a campanha de vacinação contra a aftosa, nos 29 municípios da Coordenadoria de Agricultura de Ijuí, teve índices muito bons.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!