Busca rápidaX

Vice-presidente da Famurs elogia Distanciamento Controlado do Estado, mas cobra recursos dos governos para a Covid-19

12 de maio de 2020

A região do Vale do Taquari é a única do Rio Grande do Sul com a bandeira vermelha de alerta sobre o novo coronavírus. A classificação é do governo estadual, que faz a divisão do território gaúcho nas bandeiras amarela, laranja, vermelha e preta. As bandeiras vermelha e preta indicam maior gravidade. Os municípios de Taquari e Lajeado integram a bandeira vermelha.

Hoje pela manhã, durante entrevista na RPI, o prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus, que também é vice-presidente da Famurs, disse que o governo estadual agiu bem em estabelecer bandeiras para indicar a realidade da Covid-19.

Destacou que o denominado Distanciamento Social Controlado, que passou a vigorar ontem, possui regras claras e objetivas para evitar que aumente o índice de contaminação pela doença. Emanuel Hassen de Jesus ainda frisou que isso acaba com a disputa entre municípios, além de pressão de entidades, para liberar mais ou menos os serviços.

No entanto, o vice-presidente da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul, criticou os governos estadual e federal pela falta de apoio financeiro às prefeituras para ações contra a pandemia da Covid-19.

Ressaltou a falta de leitos para atendimentos de pacientes com a doença ou suspeita de estarem infectados. Do governo federal, o vice-presidente da Famurs cobrou o repasse de dinheiro, cujo projeto foi aprovado recentemente pela Câmara Federal e pelo Senado, mas ainda não sancionado pela presidência da República.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!