Busca rápidaX

Champs Elysees

Vigilância Epidemiológica de Cruz Alta alerta para casos de caxumba no município

1 de outubro de 2018

Devido ao surgimento de vários casos de caxumba na cidade a Vigilância Epidemiológica alerta para a importância de manter em dia as vacinas. A maioria dos casos atingiu adultos. A transmissão ocorre por via aérea através da disseminação de gotículas ou por contato direto com secreções respiratórias ou saliva de pessoas infectadas.

A transmissibilidade ocorre entre 6 e 7 dias antes das manifestações clínicas até 9 dias após o surgimento da parotidite. O período de incubação varia de 12 a 25 dias após a exposição, em média 16 a 18 dias.

“Estamos vivendo surto da doença em nosso município. A maioria dos casos ocorrem justamente nesta estação do ano. Porém como esta doença se transmite por via área, o contato é rápido e de alta disseminação, reforçamos o pedido para que a população mantenha calendário de vacina com tríplice viral: sarampo, caxumba e rubéola de acordo com calendário nacional de vacinação. Até 29 anos duas doses desta vacina e até 49 anos uma dose. Para isso procure as Unidades de Saúde próximas de sua casa em horário das 8h às 12h e das 13h30 e às 17h30 ou o Centro de Saúde da Mulher das 7h30 às 13h30 sempre portando carteira de vacina”, relata a enfermeira Tamara Lorenzon coordenadora da Vigilância Epidemiológica.    

Compartilhar
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
    6
    Shares
Fonte: Prefeitura

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!