Busca rápidaX

“Voto impresso é pensado por quem tem medo de perder as eleições”, diz ex-juiz eleitoral

18 de junho de 2021

A polêmica envolvendo a possibilidade do voto impresso no Brasil divide opiniões. Eleitores divergem sobre a segurança do sistema eleitoral Brasileiro. Para o ex-juiz eleitoral e advogado José Luiz Blaszack propor a retomada do voto em papel é totalmente desnecessário.

Ele citou que a Urna Eletrônica é segura e gera segurança aos eleitores. Explicou que a auditoria, em caso de necessidade, pode ser realizada através do boletim de urna que é impresso sempre após o fechamento do horário de votação.  Sem pensar nos custos que o sistema eleitoral teria em acoplar uma impressora para cada urna eletrônica, Blaszack comenta ainda sobre o sigilo do voto que seria violado, caso a medida fosse aprovada. Ele explica que nessa impressão iria aparecer o nome do eleitor com as escolhas feitas por ele dentro do processo democrático, o que é proibido por lei. “Qualquer pessoa pode ter acesso ao boletim de urna, é um documento público que respeita o sigilo do voto”, comentou.

José Luiz Blazsack se posiciona contrário ao projeto e diz que essas mudanças só são propostas por quem já está com medo de perder as eleições num futuro próximo. “Até hoje, desde que foi implantado o voto eletrônico não houve nenhuma denúncia concreta sobre fraudes do sistema”, ressaltou. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!